LINK DO 8º BPM

LINK DO 8º BPM

BANDEIRA DE NOVA CRUZ

BANDEIRA DE NOVA CRUZ

BRASÃO DE SANTA CRUZ

BRASÃO DE SANTA CRUZ

sábado, 13 de março de 2010

DIÓGENES DA CUNHA LIMA


Natural de Nova Cruz, nascido a 20 de julho de 1937, filho de Diógenes da Cunha Lima e Eunice Pessoa da Cunha Lima. Eleito em 29 de dezembro de 1971. Formou-se em Direito na Universidade Federal do Rio Grande do Norte em 1963, quando iniciou sua carreira profissional. Exerceu vários cargos e funções: Adjunto de Promotor de Justiça das Comarcas de Nova Cruz e Natal; Procurador da Prefeitura Municipal de Natal; Presidente da Fundação José Augusto;
 Secretário de Estado da Educação e Cultura, Presidente do Conselho Estadual de Cultura; Consultor Geral do Estado; Reitor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte; Presidente do Conselho de Reitores das Universidades Brasileiras – CRUB; Vice-Presidente da Organização Universitária Interamericana – OUI (Quebec-Canadá).Fez curso de Formação de Quadros de Dirigentes para o Brasil em Nova Orleans – USA e curso de Administração Pública em Berlim – Alemanha.Proferiu palestras sobre educação e cultura brasileira junto às Universidades de Bonn – Alemanha e de Austin (Texas – USA).Além de advogado, homem público, educador e intelectual, sempre atuou na literatura, tendo publicado, em 1968, seu primeiro livro de poesias – “Lua 4 vezes Sol”. O segundo livro foi em homenagem ao folclorista Luís da Câmara Cascudo, “Câmara Cascudo - Um Brasileiro Feliz”, que já se encontra em sua 3ª edição; seguiram-se várias outras obras como: “Instrumento Dúctil”, “Corpo Breve”, “O Homem que Pintava Cavalos Azuis” – uma biografia de Djalma Marinho; “Natal, Poemas e Canções”, “Poemas versus Prelúdios”, “Os Pássaros da Memória”; “Livro das Respostas” (face ao “Libro de las preguntas”, de Pablo Neruda) 2ª edição; “A Memória das Cores”; “Natal Biografia de uma Cidade”; “Solidão, Solidões, Uma Biografia de Dinarte Mariz”, 2ª edição; “A Avó e o Disco Voador”, “Memória das Águas”; “Tendresse”, livro de poesia, publicado em Charleville – França ; “O Trem da Minha Vida” e “Sob um Olhar Azul”.
Publicou também gravações musicais em CD, como “O Alfabeto e Outras Canções Infantis”, “Celebração” (parceria com Nelson Freire), “Flor de Liz”, além de canções populares com diversas interpretações.
É detentor da “Ordem Nacional do Mérito Educativo”, conferido pelo Presidente da República Federativa do Brasil, no grau de Grande Oficial.
        Foi honrado, também, pelo Governo de Minas Gerais com a Medalha de Ouro Santos Dumont e pela Academia Brasileira de Letras com a Medalha João Ribeiro.
Além dos serviços que vem prestando ao Estado como intelectual e educador, continua em pleno exercício da advocacia, sem deixar de lado uma de suas grandes paixões – a arte de escrever, sendo, inclusive, o atual Presidente da Academia Norte-rio-grandense de Letras. É também Cônsul Honorário do Chile em Natal.
      Diógenes da Cunha Lima  foi reitor da UFRN-Universidade Federal do Rio Grande do Norte, no período de 1983 a 1990. Seu irmão Daladier da Cunha Lima (23/01//1939) também foi reitor da UFRN, em 1987,  daí, o paraibano Diógenes da Cunha Lima, foi o único pai na história do país que teve dois filhos que foram reitores de uma Universidade Federal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem sou eu

Minha foto
SOU APAIXONADO PELA LEITURA E TENHO A MANIA DE ESCREVER E DE PESQUISAR. AMO A DEUS SOBRE TODAS AS COISAS, COMO TAMBÉM AMO AO MEU PRÓXIMO COMO AMO A MIM MESMO; SOU MUITO FELIZ PORQUE DESEJO FELICIDADE A TODAS AS PESSOAS, ATÉ MESMO AQUELAS QUE NÃO GOSTA DE MIM; SOU FELIZ PORQUE SOU UM BOM FILHO, BOM ESPOSO E BOM PAI.

Minha lista de blogs